Uma juíza trabalhista lançou um modelo de uma sentença trabalhista com Legal Design.

O objetivo desse artigo é fazer uma análise heurística dessa peça de design.

Você sabe o que é análise heurística?

Heurística é o estudo sobre o processo decisório. Quando existe uma falha neste processo, os vieses psicológicos acontecem. A análise heurística trata de como esses vieses psicológicos influenciam o comportamento das pessoas. Aplicados ao design, estes gatilhos ajudam a melhorar a usabilidade ao antecipar alguns comportamentos dos usuários.

Antes de iniciar, é importante afirmar que achamos a iniciativa louvável, afinal facilitar o acesso à justiça não é uma tarefa trivial e poucas pessoas se dispõe a tanto. Vamos tratar de quatro heurísticas:

1 -> Visibilidade e status do sistema:

De modo a manter os usuários (da justiça nesse caso), é importante identificar em que parte do processo eles estão. Assim, uma linha do tempo mostrando qual o próximo passo e os possíveis caminhos já poderia ajudar quem lê a sentença a se situar e ter menos dúvidas.

2 -> Correspondência entre o sistema e o mundo real:

Nesta parte, a sentença pecou bastante. Isso porque os ícones de atenção ao lado do dispositivo da sentença, onde mostra-se a necessidade de pagar os honorários, não tem correlação com este tema. Principalmente porque os outros ícones são verdes e vermelhos. Este é amarelo, o que remete a um semáforo e seus status. Assim, parece que se trata de um sistema com 3 partes, onde o verde fala de algo pronto, o vermelho de algo ainda a fazer e o amarelo o meio termo.

Utilizar ícones que tenham correlação com o positivo e o negativo (o símbolo de "ok" e o "x" fazem esse papel, mas as cores atrapalham).


3 -> Consistência e padrões

Por conta da utilização equivocada das cores, e a falta de uma hierarquia entre títulos e subtítulos, a sentença também peca neste quesito.

4 - Design e estética minimalista

Nesse ponto, a parte "legal design e visual law" não tem nenhuma função na sentença. A forma segue a função, já dizia a escola de Bauhaus. Enquanto não tiramos tudo de inútil de nosso design, ele ainda não está pronto.

A linguagem também não é minimalsita, pois usa termos jurídicos para se comunicar, o que foge muito do propósito de um linguajar simples.


5 - Ajuda e Documentação

O sistema jurídico é complexo, assim um FAQ com as dúvidas mais frequentes, o telefone do cartório ou da defensoria já poderiam ajudar muito.


Viu como é sempre possível melhorar nosso design?

Quer aplicar visual law em seus documentos?

Converse com especialistas